quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

LITURGIA DAS HORAS - VÉSPERAS


Vésperas
 V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio. 
R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Hino

Claro espelho de virtude,
homem santo, bom pastor,
ouve o hino que, em ti, louva
os prodígios do Senhor,

que, Pontífice perpétuo,
os mortais a Deus uniu,
e, por nova Aliança,
nova paz nos garantiu.

Previdente, ele te fez
do seu dom o servidor,
para dar ao Pai a glória
e a seu povo vida e amor.
Atingindo alto cume
por palavras e por vida,
doutor foste e sacerdote,
hóstia a Deus oferecida.

Não te esqueças, pede a Deus,
tu que ao céu foste elevado:
que as ovelhas busquem todas
do Pastor o verde prado.

Glória à Trina Divindade,
que, num servo tão fiel,
recompensa os ministérios
com o júbilo do céu.

Salmodia

Ant. 1 Sou ministro do Evangelho pela graça do Senhor. Aleluia.

Salmo 14(15) 
1 'Senhor, quem morará em vossa casa *
e em vosso Monte santo habitará?' 
2 É aquele que caminha sem pecado *
e pratica a justiça fielmente;
– que pensa a verdade no seu íntimo *

3
 e não solta em calúnias sua língua; 
– que em nada prejudica o seu irmão, *
nem cobre de insultos seu vizinho;
4 que não dá valor algum ao homem ímpio, *
mas honra os que respeitam o Senhor; 
– que sustenta o que jurou, mesmo com dano; *
5
não empresta o seu dinheiro com usura,
– nem se deixa subornar contra o inocente. *
Jamais vacilará quem vive assim!

 Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Ant. Sou ministro do Evangelho pela graça do Senhor. Aleluia.

Ant. 2 Eis o servo fiel e prudente,
a quem Deus confiou sua família. Aleluia.

Salmo 111(112) 
1 Feliz o homem que respeita o Senhor *
e que ama com carinho a sua lei!
2 Sua descendência será forte sobre a terra, *
abençoada a geração dos homens retos! 
3 Haverá glória e riqueza em sua casa, *
e permanece para sempre o bem que fez.
4 Ele é correto, generoso e compassivo, *
como luz brilha nas trevas para os justos. 
5 Feliz o homem caridoso e prestativo, *
que resolve seus negócios com justiça.
6 Porque jamais vacilará o homem reto, *
sua lembrança permanece eternamente! 
7 Ele não teme receber notícias más: *
confiando em Deus, seu coração está seguro.
8 Seu coração está tranqüilo e nada teme, *
e confusos há de ver seus inimigos. 
=9 Ele reparte com os pobres os seus bens, †
permanece para sempre o bem que fez, *
e crescerão a sua glória e seu poder. 
=10 O ímpio, vendo isto, se enfurece, †
range os dentes e de inveja se consome; *
mas os desejos do malvado dão em nada.

  Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Ant. Eis o servo fiel e prudente,
a quem Deus confiou sua família. Aleluia.

Ant. 3 Minhas ovelhas ouvirão a minha voz,
e haverá um só rebanho e um só pastor. Aleluia.

Cântico Ap 15,3-4 
3 Como são grandes e admiráveis vossas obras, *
ó Senhor e nosso Deus onipotente!
– Vossos caminhos são verdade, são justiça, *
ó Rei dos povos todos do universo! 
(R.São grandes vossas obras, ó Senhor!) 
=4 Quem, Senhor, não haveria de temer-vos, †
e quem não honraria o vosso nome? *
Pois somente vós, Senhor, é que sois santo! 
(R.) 
= As nações todas hão de vir perante vós, †
e prostradas haverão de adorar-vos, *
pois vossas justas decisões são manifestas! 
(R.)
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. 

Ant. Minhas ovelhas ouvirão a minha voz,
e haverá um só rebanho e um só pastor. Aleluia.

Leitura breve 1Pd 5,1-4 
Exorto aos presbíteros que estão entre vós, eu, presbítero como eles, testemunha dos sofrimentos de Cristo e participante da glória que será revelada: Sede pastores do rebanho de Deus, confiado a vós; cuidai dele, não por coação, mas de coração generoso; não por torpe ganância, mas livremente; não como dominadores daqueles que vos foram confiados, mas antes, como modelos do rebanho. Assim, quando aparecer o pastor supremo, recebereis a coroa permanente da glória. 

Responsório breve 
R. Eis o amigo dos irmãos, que intercede pelo povo
* Aleluia, aleluia. R. Eis o amigo.
V. Dedicou a sua vida em favor de seus irmãos.
* Aleluia.Glória ao Pai. R.Eis o amigo.



Cântico evangélico (MAGNIFICAT) Lc1,46-55 

Ant. Virão muitos do Oriente e do Ocidente
sentar-se à mesa com Abraão no Reino eterno. Aleluia.

A alegria da alma no Senhor 
46 A minha alma engrandece ao Senhor * 
47 e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador,
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, *
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

49 O Poderoso fez por mim maravilhas *
e Santo é o seu nome!
50 Seu amor, de geração em geração, *
chega a todos que o respeitam.

51 Demonstrou o poder de seu braço, *
dispersou os orgulhosos.
52 Derrubou os poderosos de seus tronos *
e os humildes exaltou.
53 De bens saciou os famintos, *
e despediu, sem nada, os ricos.
54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

55 como havia prometido aos nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Virão muitos do Oriente e do Ocidente
sentar-se à mesa com Abraão no Reino eterno. Aleluia.

Preces 
Rendamos a devida glória a Cristo, constituído Pontífice em favor dos homens nas suas 
relações com Deus; e lhe peçamos humildemente: 

R. Senhor, salvai o vosso povo! 

Fizestes resplandecer admiravelmente a vossa Igreja por meio de santos e insignes Pastores; 
– que os cristãos se alegrem sempre com o mesmo esplendor. R. 

Quando os santos Pastores vos suplicavam, a exemplo de Moisés, perdoastes os pecados do povo; 
– por intercessão deles, santificai a vossa Igreja mediante uma contínua purificação. R. 

Tendo-os escolhido entre seus irmãos, consagrastes vossos santos, enviando sobre eles o vosso Espírito; 
– que o mesmo Espírito Santo inspire aqueles que governam vosso povo. R. 

Sois vós a herança dos santos Pastores; 
– concedei que nenhum daqueles que foram resgatados pelo vosso sangue fique longe de vós. R. 
(intenções livres) 
Por meio dos Pastores da Igreja, dais a vida eterna a vossas ovelhas, e não permitis que 
ninguém as arrebate de vossas mãos; 
– salvai os que adormeceram em vós, pelos quais destes a vida. R. 

Pai nosso...

Oração 
Ó Deus, que suscitastes São João Bosco para educador e pai dos adolescentes, fazei que,

inflamados da mesma caridade, procuremos a salvação de nossos irmãos e irmãs, colocando-nos inteiramente ao vosso serviço. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.


Conclusão da Hora 
O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

Diocese de Caicó lança campanha “O Seridó tem sede de solidariedade!”


O Colégio de Consultores da Diocese de Caicó, em reunião hoje (30), decidiu destinar os recursos da coleta da Quarta-feira de Cinzas para ações voltadas ao combate dos efeitos da estiagem prolongada na região. A campanha será denominada “O Seridó tem sede de solidariedade!”.
Estamos vivendo mais um período de grande estiagem em nossa região que, por sua natureza, é semiárida e que vem trazendo profundas consequências sociais e econômicas devido à inexistência de políticas públicas eficazes que favoreçam a convivência com essa sua realidade natural”, destacou o administrador diocesano, padre Ivanoff da Costa Pereira, em correspondência que será enviada ao clero seridoense.
Os recursos arrecadados devem ser depositados em nome da Cáritas Diocesana de Caicó na Caixa Econômica Federal (agência: 0758 e conta corrente: 585-8), que os remeterá para os gestos concretos possíveis e mais emergentes.
Nesse momento, como forma de vivermos de maneira mais plena o amor de Deus para conosco, somos chamados à atitude da caridade cristã e assim fazermos algo de concreto pela vida plena em nosso semiárido, de forma a contribuir com o enfrentamento das consequências da seca em nosso meio”, concluiu padre Ivanoff.
Fonte: Diocese de Caicó

LITURGIA DAS HORAS - HORA MÉDIA


Hora Média
  introdução
V. Vinde, ó Deus em meu auxílio.
 R. Socorrei-me sem demora.
 Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
 Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.
HINO
Ó Deus, verdade e força
que o mundo governais,
da aurora ao meio-dia,
a terra iluminais.
De nós se afaste a ira,
discórdia e divisão.
Ao corpo dai saúde,
e paz ao coração.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
por Cristo Salvador,
que vive com o Espírito
convosco pelo Amor.
Salmodia 
Ant. 1 Sustentai-me e viverei como dissestes, ó Senhor!

Salmo 118(119),113-120
XV (Samech) 

Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei 
Felizes são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a põem em prática (Lc 11,28). 
113 Eu detesto os corações que são fingidos, *
mas muito amo, ó Senhor, a vossa lei!
114 Vós sois meu protetor e meu escudo, *
vossa palavra é para mim a esperança.

115 Longe de mim, homens perversos! Afastai-vos, *
quero guardar os mandamentos do meu Deus!
116 Sustentai-me e viverei, como dissestes; *
não podeis decepcionar minha esperança!

117 Amparai-me, sustentai-me e serei salvo, *
e sempre exultarei em vossa lei!
118 Desprezais os que abandonam vossas ordens, *
pois seus planos são engano e ilusão!

119 Rejeitais os pecadores como lixo, *
por isso eu amo ainda mais vossa aliança!
120 Perante vós sinto tremer a minha carne, *
porque temo vosso justo julgamento!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Sustentai-me e viverei como dissestes, ó Senhor!

Ant. 2 Ajudai-nos, nosso Deus e Salvador,
por vosso nome, perdoai nossos pecados!

Salmo 78(79),1-5.8-11.13

 Lamentação sobre Jerusalém 
Se tu também conhecesses. o que te pode trazer a paz (Lc 19,42). 
=1 Invadiram vossa herança os infiéis, †
profanaram, ó Senhor, o vosso templo, *
Jerusalém foi reduzida a ruínas!

2 Lançaram aos abutres como pasto *
os cadáveres dos vossos servidores;
– e às feras da floresta entregaram *
os corpos dos fiéis, vossos eleitos.

=3 Derramaram o seu sangue como água †
em torno das muralhas de Sião, *
e não houve quem lhes desse sepultura!

=4 Nós nos tornamos o opróbrio dos vizinhos, †
um objeto de desprezo e zombaria *
para os povos e àqueles que nos cercam.

=5 Mas até quando, ó Senhor, veremos isto? †
Conservareis eternamente a vossa ira? *
Como fogo arderá a vossa cólera?

=8 Não lembreis as nossas culpas do passado, †
mas venha logo sobre nós vossa bondade, *
pois estamos humilhados em extremo.

=9 Ajudai-nos, nosso Deus e Salvador! †
Por vosso nome e vossa glória, libertai-nos! *
Por vosso nome, perdoai nossos pecados! –

10 Por que há de se dizer entre os pagãos: *
'Onde se encontra o seu Deus? Onde ele está?'

= Diante deles possam ver os nossos olhos †
a vingança que tirais por vossos servos, *
a vingança pelo sangue derramado.

=11 Até vós chegue o gemido dos cativos: †
libertai com vosso braço poderoso *
os que foram condenados a morrer!

=13 Quanto a nós, vosso rebanho e vosso povo, †
celebraremos vosso nome para sempre, *
de geração em geração vos louvaremos.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Ajudai-nos, nosso Deus e Salvador,
por vosso nome, perdoai nossos pecados!

Ant. 3 Voltai-vos para nós, Deus do universo,
olhai dos altos céus e observai,
visitai a vossa vinha e protegei-a!

Salmo 79(80)

Visitai, Senhor, a vossa vinha 
Vem, Senhor Jesus! (Ap 22,20). 
2 Ó Pastor de Israel, prestai ouvidos. *
Vós, que a José apascentais qual um rebanho!
= Vós, que sobre os querubins vos assentais, †
aparecei cheio de glória e esplendor *
3 ante Efraim e Benjamim e Manassés!
– Despertai vosso poder, ó nosso Deus, *
e vinde logo nos trazer a salvação!

=4 Convertei-nos, ó Senhor Deus do universo, †
e sobre nós iluminai a vossa face! *
Se voltardes para nós, seremos salvos!

5 Até quando, ó Senhor, vos irritais, *
apesar da oração do vosso povo?
6 Vós nos destes a comer o pão das lágrimas, *
e a beber destes um pranto copioso.
7 Para os vizinhos somos causa de contenda, *
de zombaria para os nossos inimigos.

=8 Convertei-nos, ó Senhor Deus do universo, †
e sobre nós iluminai a vossa face! *
Se voltardes para nós, seremos salvos!

9 Arrancastes do Egito esta videira, *
e expulsastes as nações para plantá-la;
10 diante dela preparastes o terreno, *
lançou raízes e encheu a terra inteira.

11 Os montes recobriu com sua sombra, *
e os cedros do Senhor com os seus ramos;
12 até o mar se estenderam seus sarmentos, *
até o rio os seus rebentos se espalharam.

13 Por que razão vós destruístes sua cerca, *
para que todos os passantes a vindimem,
14 o javali da mata virgem a devaste, *
e os animais do descampado nela pastem?

=15 Voltai-vos para nós, Deus do universo! †
Olhai dos altos céus e observai. *
Visitai a vossa vinha e protegei-a!

16 Foi a vossa mão direita que a plantou; *
protegei-a, e ao rebento que firmastes!
17 E aqueles que a cortaram e a queimaram, *
vão perecer ante o furor de vossa face.

18 Pousai a mão por sobre o vosso Protegido, *
o filho do homem que escolhestes para vós!
19 E nunca mais vos deixaremos,Senhor Deus! *
Dai-nos vida, e louvaremos vosso nome! –

=20 Convertei-nos, ó Senhor Deus do universo, †
e sobre nós iluminai a vossa face! *
Se voltardes para nós, seremos salvos!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Voltai-vos para nós, Deus do universo,
olhai dos altos céus e observai,
visitai a vossa vinha e protegei-a!

Leitura breve Dt 4,7 
Qual é a grande nação cujos deuses lhe são tão próximos como o Senhor nosso Deus, sempre que o invocamos? 

V. Deus está perto da pessoa que o invoca.
R. Ele escuta os seus clamores e a salva.

Oração 

Deus onipotente, em vós não há trevas nem escuridão; fazei que vossa luz resplandeça sobre nós e, acolhendo vossos preceitos com alegria, sigamos fielmente o vosso caminho. Por Cristo, nosso Senhor.

Conclusão da Hora
V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus.

LITURGIA DAS HORAS - LAUDES


LAUDES
V. Vinde, ó Deus, em meu auxílio.R. Socorrei-me sem demora.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.
Hino
Hoje cantemos o triunfo
do guia sábio e bom pastor;
que já reina entre os eleitos
a testemunha do Senhor.
Foi guia e mestre mui brilhante,
da vida santa deu lição;
buscou a Deus ser agradável,
mantendo puro o coração.
Oremos para que, bondoso,
peça perdão para os faltosos,
e sua prece nos conduza
do céu aos cumes luminosos.

Poder, louvor, honra e glória
ao Deus eterno e verdadeiro,
que, em suas leis, rege e sustenta,
governa e guia o mundo inteiro.

Salmodia
Ant. 1 Vós sois a luz do mundo.
Não se pode esconder uma cidade situada
sobre o cimo da montanha. Aleluia.

Salmo 62 (63), 2-9.
Sede de Deus
Vigia diante de Deus, quem rejeita as obras das trevas (cf. 1Ts 5,5)

— 2Sois vós, ó Senhor, o meu Deus!*
Desde a aurora ansioso vos busco!
= A minh'alma tem sede de vós,+
minha carne também vos deseja,*
como terra sedenta e sem água!
— 3Venho, assim, contemplar-vos no templo,*
para ver vossa glória e poder.
— 4Vosso amor vale mais do que a vida:*
e por isso meus lábios vos louvam.
— 5Quero, pois, vos louvar pela vida,*
e elevar para vós minhas mãos!
— 6A minh'alma será saciada,*
como em grande banquete de festa;
— cantará a alegria em meus lábios,*
ao cantar para vós meu louvor!

7Penso em vós no meu leito, de noite,*
nas vigílias suspiro por vós!
— 8Para mim fostes sempre um socorro;*
de vossas asas à sombra eu exulto!
— 9Minha alma se agarra em vós;*
com poder vossa mão me sustenta.
Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Vós sois a luz do mundo.
Não se pode esconder uma cidade situada
sobre o cimo da montanha. Aleluia.
Ant. 2 Brilhe aos homens vossa luz;
vendo eles vossas obras,
dêem glória ao Pai celeste. 
Aleluia.
No cânticos que se segue o refrão entre parênteses é opcional.

Cântico Dn 3,57-88.56
Louvor das criaturas ao Senhor
Louvai o nosso Deus, todos os seus servos (Ap 19,5)
57Obras do Senhor, bendizei o Senhor,*
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
58Céus, bendizei o Senhor!
59Anjos do Senhor, bendizei o Senhor!
(R. Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
Ou
R. 
A ele glória e louvor eternamente)
60Águas do alto céu, bendizei o Senhor!*
61Potências do Senhor, bendizei o Senhor!
62Lua e sol, bendizei o Senhor!*
63Astros e estrelas bendizei o Senhor!
(R.)
64Chuvas e orvalhos, bendizei o Senhor!*
65Brisas e ventos, bendizei o Senhor!
66Fogo e calor, bendizei o Senhor!*
67Frio e ardor, bendizei o Senhor!
(R.)
68Orvalhos e garoas, bendizei o Senhor!*
69Geada e frio, bendizei o Senhor!
70Gelos e neves, bendizei o Senhor!*
71Noites e dias, bendizei o Senhor!
(R.)
72Luzes e trevas, bendizei o Senhor!*
73Raios e nuvens, bendizei o Senhor!
-74Ilhas e terra, bendizei ao Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
75Montes e colinas, bendizei o Senhor!*
76Plantas da terra, bendizei o Senhor!
77Mares e rios, bendizei o Senhor!*
78Fontes e nascentes, bendizei o Senhor!
(R.)
79Baleias e peixes, bendizei o Senhor!*
80Pássaros do céu, bendizei o Senhor!
81Feras e rebanhos, bendizei o Senhor!*
82Filhos dos homens, bendizei o Senhor!
(R.)
83Filhos de Israel, bendizei o Senhor!*
Louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
84Sacerdotes do Senhor, bendizei o Senhor!*
85Servos do Senhor, bendizei o Senhor!
(R.)
86Almas dos justos, bendizei o Senhor!*
87Santos e humildes, bendizei o Senhor!
88Jovens Misael,Ananias e Azarias, bendizei o Senhor,*
louvai-o e exaltai-o pelos séculos sem fim!
(R.)
- ao Pai e ao Filho e ao espírito Santo*
louvemos e exaltemos pelos séculos sem fim!
56Bendito sois, Senhor, no firmamento dos céus!*
Sois digno de louvor e de glória eternamente!
(R.)

No fim deste cântico não se diz Glória ao Pai

Ant. Brilhe aos homens vossa luz;
vendo eles vossas obras,
dêem glória ao Pai celeste. 
Aleluia.

Ant. 3 A palavra do Senhor é viva e eficaz;
é cortante e penetrante como espada de dois gumes. Aleluia.

Salmo 149
A alegria e o louvor dos santos
Os filhos da Igreja, novo povo de Deus, se alegrem no seu Rei Cristo Jesus (Hesíquio)

 1Cantai ao Senhor Deus um canto novo,*
e o seu louvor na assembléia dos fiéis!
— 2Alegre-se Israel em quem o fez,*
e Sião se rejubile no seu Rei!
— 3Com danças glorifiquem o seu nome,*
toquem harpa e tambor em sua honra!
— 4Porque, de fato, o Senhor ama seu povo*
e coroa com vitória os seus humildes.
— 5Exultem os fiéis por sua glória,*
e cantando se levantem de seus leitos,
— 6com louvores do Senhor em sua boca*
e espadas de dois gumes em sua mão,
— 7para exercer sua vingança entre as nações,*
e infligir o seu castigo entre os povos,
— 8colocando nas algemas os seus reis,*
e seus nobres entre ferros e correntes,
— 9para aplicar-lhes a sentença já escrita:*
Eis a glória para todos os seus santos.

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. A palavra do Senhor é viva e eficaz;
é cortante e penetrante como espada de dois gumes. Aleluia.

Leitura breve Hb 13,7-9a 
Lembrai-vos de vossos dirigentes, que vos pregaram a palavra de Deus, e, considerando o fim de sua vida, imitai-lhes a fé. Jesus Cristo é o mesmo, ontem e hoje e por toda a eternidade. Não vos deixeis enganar por qualquer espécie de doutrina estranha.


Responsório breve 
R. Colocastes sentinelas 

vigiando vosso povo.
* Aleluia, aleluia.  R.Colocastes.
V. Anunciam, dia e noite, vosso nome, ó Senhor. 
* Aleluia. Glória ao Pai. R.Colocastes.

CÂNTICO EVANGÉLICO(BENEDICTUS) Lc 1,68-79

Ant. Ide ao mundo e ensinai a todos os povos,
batizando-os em nome do Pai e do Filho
e do Espírito Santo. Aleluia.


O Messias e seu Precursor
68 Bendito seja o Senhor Deus de Israel, *
porque a seu povo visitou e libertou;
69 e fez surgir um poderoso Salvador *
na casa de Davi, seu servidor,
70 como falara pela boca de seus santos, *
os profetas desde os tempos mais antigos,
71 para salvar-nos do poder dos inimigos *
e da mão de todos quantos nos odeiam.
72 Assim mostrou misericórdia a nossos pais, *
recordando a sua santa Aliança
73 e o juramento a Abraão, o nosso pai, *
de conceder-nos 74 que, libertos do inimigo,
= a ele nós sirvamos sem temor †
75 em santidade e em justiça diante dele, *
enquanto perdurarem nossos dias.
=76 Serás profeta do Altíssimo, ó menino, †
pois irás andando à frente do Senhor *
para aplainar e preparar os seus caminhos,
77 anunciando ao seu povo a salvação, *
que está na remissão de seus pecados;
78 pela bondade, e compaixão de nosso Deus, *
que sobre nós fará brilhar o Sol nascente,
79 para iluminar a quantos jazem entre as trevas*
e na sombra da morte estão sentados 
e para dirigir os nossos passos, *
guiando-os no caminho da paz.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Ide ao mundo e ensinai a todos os povos,
batizando-os em nome do Pai e do Filho
e do Espírito Santo. Aleluia.
Preces 
Agradeçamos a Cristo, o bom Pastor que deu a vida por suas ovelhas; e lhe peçamos: 

R. Apascentai, Senhor, o vosso rebanho! 

Cristo, quisestes mostrar vosso amor e misericórdia nos santos pastores; 
– por meio deles, sede sempre misericordioso para conosco. R. 

Através dos vossos representantes na terra, continuais a ser o Pastor das nossas almas; 
– não vos canseis de nos dirigir por intermédio de nossos pastores. R. 

Em vossos santos, que guiamos povos, sois o médico dos corpos e das almas; 
– não cesseis de exercer para conosco o ministério da vida e da santidade. R. 

Pela sabedoria e caridade dos santos, instruístes o vosso rebanho; 
– guiados pelos nossos pastores, fazei-nos crescer na santidade. R. 

(intenções livres) 
Pai nosso.

Oração
Ó Deus, que suscitastes São João Bosco para educador e pai dos adolescentes, fazei que, inflamados da mesma caridade, procuremos a salvação de nossos irmãos e irmãs, colocando-nos inteiramente ao vosso serviço. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

 O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

SANTO DO DIA - DOM BOSCO



João Melquior Bosco, nasceu no dia 16 de agosto de 1815, numa família católica de humildes camponeses em Castelnuovo d'Asti, no norte da Itália, perto de Turim. Órfão de pai aos dois de idade, cresceu cercado do carinho da mãe, Margarida, e amparo dos irmãos. Recebeu uma sólida formação humana e religiosa, mas a instrução básica ficou prejudicada, pois a família precisava de sua ajuda na lida do campo.

Aos nove anos, teve um sonho que marcou a sua vida. Nossa Senhora o conduzia junto a um grupo de rapazes desordeiros que o destratava. João queria reagir, mas a Senhora lhe disse: "Não com pancadas e sim com amor. Torna-te forte, humilde e robusto. À seu tempo tudo compreenderás". Nesta ocasião decidiu dedicar sua vida a Cristo e a Mãe Maria; quis se tornar padre. Com sacrifício, ajudado pelos vizinhos e orientado pela família, entrou no seminário salesiano de Chieri, daquela diocese.

Inteligente e dedicado, João trabalhou como aprendiz de alfaiate, ferreiro, garçom, tipógrafo e assim, pôde se ordenar sacerdote, em 1841. Em meio à revolução industrial, aconselhado pelo seu diretor espiritual, padre Cafasso, desistiu de ser missionário na Índia. Ficou em Turim, dando início ao seu apostolado da educação de crianças e jovens carentes. Este "produto da era da industrialização", se tornou a matéria prima de sua Obra e vida.

Neste mesmo ano, criou o Oratório de Dom Bosco, onde os jovens recebiam instrução, formação religiosa, alimentação, tendo apoio e acompanhamento até a colocação em um emprego digno. Depois, sentiu necessidade de recolher os meninos em internatos-escola, em seguida implantou em toda a Obra as escolas profissionais, com as oficinas de alfaiate, encadernação, marcenaria, tipografia e mecânica, repostas às necessidades da época. Para mestres das oficinas, inventou um novo tipo de religioso: o coadjutor salesiano.
Em 1859, ele reuniu esse primeiro grupo de jovens educadores no Oratório, fundando a Congregação dos Salesianos. Nos anos seguintes, Dom Bosco criou o Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora e os Cooperadores Salesianos. Construiu, em Turim, a basílica de Nossa Senhora Auxiliadora, e fundou sessenta casas salesianas em seis países. Abriu as missões na América Latina. Publicou as Leituras Católicas para o povo mais simples.

Dom Bosco agia rápido, acompanhou a ação do seu tempo e viveu o modo de educar, que passou à humanidade como referência de ensino chamando-o de "Sistema Preventivo de Formação". Não esqueceu do seu sonho de menino, mas, sobretudo compreendeu a missão que lhe investiu Nossa Senhora. Quando lhe recordavam tudo o que fizera, respondia com um sorriso sereno: "Eu não fiz nada. Foi Nossa Senhora quem tudo fez".

Morreu no dia 31 de janeiro de 1888. Foi beatificado em 1929 e canonizado por Pio XI em 1934. São João Bosco, foi proclamado "modelo por excelência" para sacerdotes e educadores. Ecumênico, era amigo de todos os povos, estimado em todas as religiões, amado por pobres e ricos; escreveu: "Reprovemos os erros, mas respeitemos as pessoas" e se fez, ele próprio, o exemplo perfeito desta máxima.

FONTE: http://www.domtotal.com

LITURGIA DIÁRIA


SÃO JOÃO BOSCO 

SACERDOTE E EDUCADOR 
(BRANCO, PREFÁCIO COMUM OU DOS PASTORES – OFÍCIO DA MEMÓRIA)

Antífona da entrada: Deixai vir a mim os pequeninos e não os impeçais, diz o Senhor. O reino do céu pertence aos que se parecem com eles (Mc 10,14).
Oração do dia
Ó Deus, que suscitastes são João Bosco para educar e pai dos adolescentes, fazei que, inflamados da mesma caridade, procuremos a salvação de nossos irmãos, colocando-nos inteiramente ao vosso serviço. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Leitura (Hebreus 10,19-25)
Leitura da carta aos Hebreus.

10 19 Por esse motivo, irmãos, temos ampla confiança de poder entrar no santuário eterno, em virtude do sangue de Jesus, 
20 pelo caminho novo e vivo que nos abriu através do véu, isto é, o caminho de seu próprio corpo. 
21 E dado que temos um Sumo-sacerdote estabelecido sobre a casa de Deus, 
22 acheguemo-nos a ele com coração sincero, com plena firmeza da fé, o mais íntimo da alma isento de toda mácula de pecado e o corpo lavado com a água purificadora (do batismo). 
23 Conservemo-nos firmemente apegados à nossa esperança, porque é fiel aquele cuja promessa aguardamos. 
24 Olhemos uns pelos outros para estímulo à caridade e às boas obras. 
25 Não abandonemos a nossa assembléia, como é costume de alguns, mas admoestemo-nos mutuamente, e tanto mais quando vedes aproximar-se o Grande Dia. 

Palavra do Senhor.
Salmo responsorial 23/24
É assim a geração dos que buscam vossa face,
Ó Senhor, Deus de Israel.

Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra,
O mundo inteiro com os seres que o povoam;
Porque ele a tornou firme sobre os mares
E, sobre as águas, a mantém inabalável.

“Quem subirá até o monte o Senhor,
quem ficará em sua santa habitação?”
“Quem tem mãos puras e inocente coração,
quem não dirige sua mente para o crime.

Sobre este desce a bênção do Senhor
E a recompensa de seu Deus e salvador.”
“É assim a geração dos que o procuram
e do Deus de Israel buscam a face.”
Evangelho (Marcos 4,21-25)
Aleluia, aleluia, aleluia.

Vossa palavra é uma luz para os meus passos e uma lâmpada luzente em meu caminho (Sl 118,105).



Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos.
Naquele tempo, 4 21 Jesus dizia à multidão: “Traz-se porventura a candeia para ser colocada debaixo do alqueire ou debaixo da cama? Não é para ser posta no candeeiro? 
22 Porque nada há oculto que não deva ser descoberto, nada secreto que não deva ser publicado. 
23 Se alguém tem ouvidos para ouvir, que ouça”. 
24 Ele prosseguiu: “Atendei ao que ouvis: com a medida com que medirdes, vos medirão a vós, e ainda se vos acrescentará. 
25 Pois, ao que tem, se lhe dará; e ao que não tem, se lhe tirará até o que tem”. 
Palavra da Salvação.
Comentário ao Evangelho
EXORTAÇÃO À BENEVOLÊNCIA
A sentença de Jesus – "Com a mesma medida com que vocês medirem, também vocês serão medidos" – é uma exortação à benevolência no trato mútuo, mormente com os ouvintes da pregação evangélica. Uma atitude inconsiderada, neste campo, pode ter conseqüências graves para a dinâmica do Reino. É preciso estar atento! 
A exortação do Mestre fazia-se necessária já que os discípulos corriam o risco de se tornar intransigentes, a ponto de fazer distinção entre quem podia e quem não podia ouvir a Palavra, excluindo esta segunda categoria. Podiam ceder à tentação de se tornarem senhores do Reino, colocando-se como referência para os demais, esquecendo-se de Deus. A isto se chama de soberba, cujo sintoma mais perverso consiste em excluir o próprio Deus da vida humana. Quem começou bem, pode acabar muito mal.
Jesus alerta o ministro da Palavra sobre o futuro confronto com o Senhor do Reino. O agente da constatação "vocês serão medidos" é o Pai. Ele é quem julgará como cada ministro exerceu a missão que lhe foi confiada. Receberá um tratamento severo por parte de Deus aquele que tiver sido intransigente e arrogante com os ouvintes da Palavra,. Pelo contrário, quem soube ser benevolente e se transformou num instrumento efetivo para a Palavra de Deus chegar às pessoas, será acolhido, com muito amor, pelo Pai.


Oração
Pai, ensina-me a ser benevolente com quem deve ser evangelizado por mim, para que, no final de minha missão, eu possa também experimentar a tua benevolência.



(O comentário do Evangelho é feito pelo Pe. Jaldemir Vitório – Jesuíta, Doutor em Exegese Bíblica, Professor da FAJE – e disponibilizado neste Portal a cada mês)
Sobre as oferendas
Recebei, ó Deus, as oferendas desta santa assembléia na comemoração dos vossos santos e concedei que, pela participação na eucaristia, sejamos um sinal da vossa caridade. Por Cristo, nosso Senhor.
Antífona da comunhão: Se não vos converterdes e não vos tornardes semelhantes às crianças, diz o Senhor, não entrareis no reino do céu (Mt 18,3).
Depois da comunhão
Deus todo-poderoso, esta santa creia nos sustente para que, a exemplo dos vossos santos, tenhamos no coração e demonstremos em obras o amor pelo próximo e a luz da verdade. Por Cristo, nosso Senhor.
FONTE: http://www.domtotal.com

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

LITURGIA DAS HORAS- VÉSPERAS


Vésperas
 introdução

V. Vinde, ó Deus em meu auxílio.
 R. Socorrei-me sem demora.
 Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
 Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.
Hino 
Santíssimo Deus do céu,
que o céu encheis de cor
e dais à luz beleza
de ígneo resplendor;

criais no quarto dia
a rota chamejante
do sol e das estrelas,
da lua fulgurante.

Assim, à luz e às trevas
limites vós fixais.
Dos meses o começo
marcastes com sinais.

Fazei a luz brilhar
em nosso coração.
Tirai da mente as trevas,
da culpa a servidão.

Ouvi-nos, Pai bondoso,
e vós, único Filho,
reinando com o Espírito
na luz de eterno brilho.

Salmodia 
Ant. 1 Os que em lágrimas semeiam, ceifarão com alegria.

Salmo 125(126)

 Alegria e esperança em Deus 
Assim como participais dos nossos sofrimentos, participais também da nossa consolação (2Cor 1,7). 


1 Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, *
parecíamos sonhar;
2 encheu-se de sorriso nossa boca, *
nossos lábios, de canções.

– Entre os gentios se dizia: 'Maravilhas *
fez com eles o Senhor!'
3 Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, *
exultemos de alegria!

4 Mudai a nossa sorte, ó Senhor, *
como torrentes no deserto.
5 Os que lançam as sementes entre lágrimas, *
ceifarão com alegria. –

6 Chorando de tristeza sairão, *
espalhando suas sementes;
– cantando de alegria voltarão, *
carregando os seus feixes!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Os que em lágrimas semeiam, ceifarão com alegria.

Ant. 2 Ó Senhor, construí a nossa casa, vigiai nossa cidade!



Salmo 126(127)

 O trabalho sem Deus é inútil 
Vós sois a construção de Deus (1Cor 3,9). 

1 Se o Senhor não construir a nossa casa, *

em vão trabalharão seus construtores;
– Se o Senhor não vigiar nossa cidade, *
em vão vigiarão as sentinelas!

2 É inútil levantar de madrugada, *
ou à noite retardar vosso repouso,
– para ganhar o pão sofrido do trabalho, *
que a seus amados Deus concede enquanto dormem.

3 Os filhos são a bênção do Senhor, *
o fruto das entranhas, sua dádiva.
4 Como flechas que um guerreiro tem na mão, *
são os filhos de um casal de esposos jovens.

5 Feliz aquele pai que com tais flechas *
consegue abastecer a sua aljava!
– Não será envergonhado ao enfrentar *
seus inimigos junto às portas da cidade.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Ó Senhor, construí a nossa casa, vigiai nossa cidade!

Ant. 3 É o Primogênito de toda criatura
e em tudo ele tem a primazia.

Cântico Cf. Cl 1,12-20

 Cristo, o Primogênito de toda a criatura e o Primogênito dentre os mortos 

=12 Demos graças a Deus Pai onipotente, †

que nos chama a partilhar, na sua luz, *
da herança a seus santos reservada!

(R. Glória a vós, primogênito dentre os mortos!)

=13 Do império das trevas arrancou-nos †
e transportou-nos para o reino de seu Filho, *
para o reino de seu Filho bem-amado,
14 no qual nós encontramos redenção, *
dos pecados remissão pelo seu sangue. (R.) 

15 Do Deus, o Invisível, é a imagem, *
o Primogênito de toda criatura;
=16 porque nele é que tudo foi criado, †
o que há nos céus e o que existe sobre a terra, *
o visível e também o invisível. (R.) 

= Sejam Tronos e Poderes que há nos céus, †
sejam eles Principados, Potestades: *
por ele e para ele foram feitos.
17 Antes de toda criatura ele existe, *
e é por ele que subsiste o universo. (R.) 

=18 Ele é a Cabeça da Igreja, que é seu Corpo, †
é o princípio, o Primogênito entre os mortos, *
a fim de ter em tudo a primazia.
19 Pois foi do agrado de Deus Pai que a plenitude *
habitasse no seu Cristo inteiramente. (R.) 

20 Aprouve-lhe também, por meio dele, *
reconciliar consigo mesmo as criaturas,
= pacificando pelo sangue de sua cruz †
tudo aquilo que por ele foi criado, *
o que há nos céus e o que existe sobre a terra. (R.) 
– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. É o Primogênito de toda criatura
e em tudo ele tem a primazia.

Leitura breve Ef 3,20-21 

A Deus, que tudo pode realizar superabundantemente, e muito mais do que nós pedimos ou 

concebemos, e cujo poder atua em nós, a ele a glória, na Igreja e em Jesus Cristo, por todas as gerações, para sempre. Amém. 
Responsório breve 
R. Libertai-me, ó Senhor,
* Ó meu Deus, tende piedade! R. Libertai-me.
V. Não junteis a minha vida à dos maus e sanguinários.
* Ó meu Deus. Glória ao Pai. R. Libertai-me.



Cântico evangélico (MAGNIFICAT) Lc 1,46-55 

Ant. O Poderoso fez em mim maravilhas,e Santo é seu nome.


A alegria da alma no Senhor 
46 A minha alma engrandece ao Senhor * 
47 e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador;
48 pois ele viu a pequenez de sua serva, *
desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

49 O Poderoso fez por mim maravilhas *
e Santo é o seu nome!
50 Seu amor, de geração em geração, *
chega a todos que o respeitam;

51 demonstrou o poder de seu braço, *
dispersou os orgulhosos;
52 derrubou os poderosos de seus tronos *
e os humildes exaltou;
53 saciou de bens os famintos, *
e despediu, sem nada, os ricos.
54 Acolheu Israel, seu servidor, *
fiel ao seu amor,

55 como havia prometido aos nossos pais, *
em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre.

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. O Poderoso fez em mim maravilhas,e Santo é seu nome.

Preces 
Bendigamos a Deus, que enviou seu Filho ao mundo como Salvador e Mestre do seu povo; e 
peçamos humildemente: 

R. Que vosso povo vos louve, Senhor! 

Nós vos damos graças, Senhor, porque nos escolhestes como primícias da salvação,
– e nos chamastes para tomar parte na glória de nosso Senhor Jesus Cristo. R. 

A todos os que invocam o vosso santo nome, concedei que vivam unidos na verdade de vossa 
palavra, 
– e sejam sempre fervorosos no vosso amor.R. 

Criador de todas as coisas, vosso Filho quis trabalhar no meio de nós com suas próprias mãos; 
– lembrai-vos de todos aqueles que trabalham para comer o pão com o suor do seu rosto. R. 

Lembrai-vos também dos que se dedicam ao serviço do próximo, 
– para que nem o fracasso nem a incompreensão dos outros os façam desistir de seus 
propósitos. R. 
(intenções livres) 
Concedei a vossa misericórdia aos nossos irmãos e irmãs falecidos, 
– e não os deixeis cair em poder do espírito do mal. R. 

Pai nosso...

Oração 
Suba até vós, Deus de bondade, o clamor da Igreja suplicante e fazei que vosso povo, libertado de seus pecados, vos sirva com amor e nunca lhe falte a vossa proteção. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Conclusão da Hora

O Senhor nos abençoe,
nos livre de todo o mal
e nos conduza à vida eterna. Amém.

LITURGIA DAS HORAS - HORA MÉDIA


Hora Média 
 introdução
V. Vinde, ó Deus em meu auxílio.
 R. Socorrei-me sem demora.
 Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
 Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.
HINO
O louvor de Deus cantemos
com fervor no coração,
pois agora a hora sexta
nos convida à oração.

Nesta hora foi-nos dada
gloriosa salvação
pela morte do Cordeiro,
que na cruz trouxe o perdão.

Ante o brilho de tal luz
se faz sombra o meio-dia.
Tanta graça e tanto brilho
vinde haurir, com alegria.

Seja dada a glória ao Pai
e ao Unigênito também,
com o Espírito Paráclito,
pelos séculos. Amém. 


Salmodia 
Ant. 1 Quem me segue não caminha em meio às trevas,
mas terá a luz da vida, diz Jesus.

Salmo 118(119),105-112
XIV (Nun)

 Meditação sobre a Palavra de Deus na Lei
 Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor. Vivei como filhos da luz (Ef 5,8). 

105 Vossa palavra é uma luz para os meus passos, *
é uma lâmpada luzente em meu caminho.
106 Eu fiz um juramento e vou cumpri-lo: *
'Hei de guardar os vossos justos julgamentos!'

107 Ó Senhor, estou cansado de sofrer; *
vossa palavra me devolva a minha vida!
108 Que vos agrade a oferenda dos meus lábios; *
ensinai-me, ó Senhor, vossa vontade!

109 Constantemente está em perigo a minha vida, *
mas não esqueço, ó Senhor, a vossa lei.
110 Os pecadores contra mim armaram laços; *
eu porém não reneguei vossos preceitos.

111 Vossa palavra é minha herança para sempre, *
porque ela é que me alegra o coração!
112 Acostumei meu coração a obedecer-vos, *
a obedecer-vos para sempre, até o fim!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Quem me segue não caminha em meio às trevas,
mas terá a luz da vida, diz Jesus.

Ant. 2 Quanto a mim, eu sou um pobre e infeliz,
socorrei-me sem demora, ó meu Deus!

Salmo 69(70) 

Deus, vinde logo em meu auxílio! 
Senhor, salva-nos, pois estamos perecendo! (Mt 8,25). 


2 Vinde, ó Deus, em meu auxílio, sem demora, *
apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me!
3 Que sejam confundidos e humilhados *
os que procuram acabar com minha vida!

– Que voltem para trás envergonhados *
os que se alegram com os males que eu padeço!
4 Que se retirem, humilhados, para longe, *
todos aqueles que me dizem: 'É bem feito!'

5 Mas se alegrem e em vós se rejubilem*
todos aqueles que procuram encontrar-vos;
– e repitam todo dia: 'Deus é grande!' *
os que buscam vosso auxílio e salvação.

6 Quanto a mim, eu sou um pobre e infeliz; *
socorrei-me sem demora, ó meu Deus!
– Sois meu Deus libertador e meu auxílio: *
não tardeis em socorrer-me, ó Senhor!

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. Quanto a mim, eu sou um pobre e infeliz,
socorrei-me sem demora, ó meu Deus!

Ant. 3 O Senhor não julgará pela aparência,
mas com toda a justiça e equidade.

Salmo 74(75) 

O Senhor, Juiz supremo 
Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes (Lc 1,52). 

=2 Nós vos louvamos, dando graças, ó Senhor, †
dando graças, invocamos vosso nome *
e publicamos os prodígios que fizestes!

3 'No momento que eu tiver determinado, *
vou julgar segundo as normas da justiça;
4 mesmo que a terra habitada desmorone, *
fui eu mesmo que firmei suas colunas!'

5 'Ó orgulhosos, não sejais tão arrogantes! *
não levanteis vossa cabeça, ó insolentes!
6 Não levanteis a vossa fronte contra os céus, *
não faleis esses insultos contra Deus!'

7 Porque não vem do oriente o julgamento, *
nem do ocidente, do deserto ou das montanhas;
8 mas é Deus quem vai fazer o julgamento: *
o Senhor exalta a um, e humilha a outro.

9 Em sua mão o Senhor Deus tem uma taça *
com um vinho de mistura inebriante;
– Deus lhes impõe que até o fim eles o bebam; *
todos os ímpios sobre a terra hão de sorvê-lo.

10 Eu, porém, exultarei eternamente, *
cantarei salmos ao Senhor Deus de Jacó.
11 'A força dos iníquos quebrarei, *
mas a fronte do homem justo exaltarei!'

– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém.

Ant. O Senhor não julgará pela aparência,
mas com toda a justiça e equidade.

Leitura breve 1Cor 13,8-9.13 
A caridade não acabará nunca. As profecias desaparecerão, as línguas cessarão, a ciência 
desaparecerá. Com efeito, o nosso conhecimento é limitado e a nossa profecia é imperfeita. Atualmente permanecem estas três coisas: fé, esperança, caridade. Mas a maior delas é a caridade. 

V. Sobre nós, venha, Senhor, a vossa graça.
R. Da mesma forma que em vós nós esperamos.

Oração 

Deus onipotente e misericordioso, que nos dais novo alento no meio deste dia, olhai com bondade os trabalhos começados e, perdoando nossas faltas, fazei que eles atinjam os fins que vos agradam. Por Cristo, nosso Senhor. 

Conclusão da Hora

V. Bendigamos ao Senhor.
R. Graças a Deus